Rodeio não é CULTURA…Rodeio é TORTURA… por Malú Scruzz

Rodeio - Covarde (1)

Os animais sofrem para que os “humanos” se divirtam… melhor inverter a frase né???

Não posso me calar diante de tanto Reprocesso,na capital do Marisco a “FESTA do MARISCO” tradicional na cidade de Penha em SC,  é cancelada dando lugar a um  “RODEIO”. Enquanto todos lutam para proibir esse tipo de evento, aqui eles anunciam a prática com o maior orgulho e a maior cara de pau.

Divertimento e alegria para pessoas insensíveis que só pensam em desfrutar do melhor da vida, esquecendo que a vida não se restringe apenas aos humanos, mas é ampla e abarca toda a vida animal que também sofre, sente dor, medo, tristeza e tudo mais que os humanos sentem. É o sofrimento dessas vidas esquecidas e massacradas pela violência que fará a alegria da festa. A cada animal que sai pulando de dor pela arena a multidão aplaude o peão que o monta com ares de herói. A grande multidão desconhece o sofrimento do animal,  e os que conhecem se fazem de esquecidos. Quando um animal dispara pela arena assustado, o grande herói da multidão, muito bem paramentado com roupas de couro, montado em um ágil cavalo, o persegue e o laça com rudeza e crueldade, às vezes lhe causando até a morte instantânea. Mesmo assim, esse grande herói é aplaudido como se tivesse realizado um grande feito. Essa é a grande expressão de covardia de todo um povo, causar sofrimentos aos animais por dinheiro, por orgulho, exibicionismo e falta de sentimentos mais nobres. A boca fala o que o coração sente. Se a boca grita e aplaude essas covardias, é porque o coração está cheio dessas mesmas misérias.

Divertir-se a custa de sofrimentos é o grau mais baixo que pode chegar o ser humano. E aí temos essa mesma classe politicamente correta, que reclama de tudo, principalmente da violência e como esta o nosso país.

Fica difícil definir se o pior do rodeio é sua realização ou as leis que  apoiam e não protegem os animais. É claro!! O rodeio no Brasil está alicerçado pelos poderosos; grandes empresários, a indústria da propaganda, dos shows e do turismo. Estes mesmos tem o poder de convencer  políticos no sentido de serem favorecidos. Assim é praticamente impossível erradicar a indústria do rodeio.

rodeio-9

Os poucos que defendem os animais e que são contra o evento são tidos ou como loucos ou anti-sociais. Já nos tempos do governo FHC, o mesmo mudou o status do peão, para “atleta”. Então segundo esse ponto de vista atletismo é a prática de violência contra seres indefesos e inofensivos. Então pare de reclamar meu bem… Todos esses que matam, assaltam, torturam, violentam, estupram ou coisa que o valha… estão praticando o esporte que você adora aplaudir…  Então, como o Brasil o Rodeio é, portanto um show realizado com base numa farsa e numa mentira para enganar a multidão. Os que defendem a farsa do rodeio alegam que o animal sofre apenas durante 8 segundos. Esquecem de mencionar o tempo antes e depois em que o animal fica com os instrumentos de tortura  e nem mencionam as incontáveis horas de treino do peão com o mesmo animal.

Apesar da origem norte-americana, até mesmo por lá esta prática não tem sido considerada cultural.  

É deprimente saber que esta é a mentalidade dos governantes da nossa cidade.  A legítima cultura de um povo inspira-se em suas próprias raízes e história. Não é nada elegante e, é totalmente sem ética  apresentar como sua, uma prática importada dos EUA, onde também é repudiada.

A exploração econômica da dor, sobre o lombo de animais fustigados, não pode ser concebida como esporte ou cultura. Constitui sim, crueldade.

“Nenhum animal deve ser explorado para divertimento do homem” Art. 10º da Declaração Universal dos Direitos dos Animais – da ONU.

Não podemos aceitar tal crueldade com os animais!!!

Queria eu ter o poder de colocar um Sérte  por 8 segundos no ( saco ) desses que devem sim ser chamados de animais ,para que eles possam sentir na carne (literalmente).Quem sabe não seria o choque que precisam para acordar pra vida.

…já que é retrocesso, podia voltar também a queda da bastilha e degolar esse “reinado” que virou o BraZil…

 

Por Malú Scruzz

Atriz, Jornalista e Produtora Cultural/Social

malu 1 blog 150x150 Eu, Natalia e o estranho do bar... por Malú Scruzz

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *