Consciência Negra

racismo

Machado de Assis, o maior escritor brasileiro, era negro. Cartola e Pixinguinha, gênios da música, também. Admitir o protagonismo negro na formação do melhor do que temos na nossa cultura é ter consciência negra. O dia de hoje, Dia da Consciência Negra, é para nos lembrar que essa consciência deve ser exercida nos outros 364 dias do ano.

“Por menos que conte a história
Não te esqueço meu povo
Se Palmares não vive mais
Faremos Palmares de novo.”

 

Por Marcos Sacramento

Capixaba de Vitória, é jornalista. Goleiro mediano no tempo da faculdade, só piorou desde então. Orgulha-se de não saber bater pandeiro nem palmas para programas de TV ruins.

Marcos Sacramento

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *